Godoy Moreira

Godoy Moreira

GODOY MOREIRA   TRONCO  I   1 – João Pedro de Godoy Moreira, filho de José Ortiz de Camargo e de Gertrudes Maria de Godoy, provavelmente bragantino, foi o tronco da família Godoy Moreira de nossa região (Veja também ORTIZ DE CAMARGO, Tronco IV, onde estão descritos os irmãos de João Pedro de Godoy Moreira). João Pedro já era casado e já morava no Amparo em 1829, quando foi padrinho de batismo de Brandina, filha de Modesto Antônio de Godoy (BSN-1:16). João Pedro exerceu o cargo de Juiz de Paz no Amparo em 1840/1842 (EFA, 35) e teve grande participação na vida do município, inclusive já idoso, como suplente de Subdelegado de Policia em 1852. Ele casou-se em Bragança em 1811, em primeiras núpcias, com Inácia Pires de Ávila, filha de Felipe Pires de Ávila e de Maria Pires da … Continue...
Gomes Pinto

Gomes Pinto

GOMES PINTO   TRONCO I   I –  José Gomes Pinto, já falecido em 1848, e sua mulher Ana Joaquina de Jesus, provavelmente moradores de Atibaia, foram pais de: 1 – José Gomes Pinto, natural de Atibaia, casou no Amparo em 1848 com Ana Maria de Jesus, amparense, filha de Inácio de Lima Camargo e de Rofina Maria de Jesus. Foram pais de: 1.1 – João, batizado em Amparo em 1849, sendo padrinhos José Gonçalves e Ana Bueno de Oliveira.  (BA-5:7v) 1.2 – Cândida, batizada em 1851 (BA-5:60) 1.3 – Isabel, batizada em 1853, sendo padrinhos o alferes Antônio Joaquim de Oliveira Prestes e Isabel Francisca de Oliveira Prestes (BA-5:124)        TRONCO II II –      Joaquim Gomes Pinto e Leonor de Oliveira, moradores de Atibaia, foram pais de: 1 – Antônio Gomes de Oliveira, natural de Atibaia, casado … Continue...
Gonçalves Pires

Gonçalves Pires

GONÇALVES PIRES   TRONCO I   I – Manuel Gonçalves Pires, casado com Ana Joaquina de Miranda, pais de: 1 – Gertrudes, batizada em 1829, sendo padrinhos Manuel de Miranda e sua irmã Gertrudes Maria de Miranda (BA-1:3v)  
Godoy Silveira

Godoy Silveira

GODOY SILVEIRA   TRONCO  I   I –  O capitão Joaquim de Godoy Silveira foi casado em primeiras núpcias com Teodora Pinto (ou Teodora Maria de Oliveira), falecida em 1832, aos 30 anos, e em segundas núpcias com Joana de Sousa de Moraes, filha de Felipe Antônio Pereira e de Maria Gertrudes de Sousa. Joaquim de Godoy Silveira já morava no Amparo em 1829, mas por volta de 1840 ele e Joana residiam em Itapetininga, embora tivessem vindo batizar um filho em Amparo. Joaquim já era falecido em 1856, quando sua viúva casou com Lourenço Justiniano Ferreira, filho de Antônio José Alves Ferreira e de Maria Alves da Fonseca. Em 15/9/1856 Lourenço Justiniano Ferreira e Joana de Sousa de Moraes deram procuração a vários advogados de São Paulo e do Rio de Janeiro para desistir de uma demanda que o … Continue...
Gomes Rodrigues

Gomes Rodrigues

GOMES RODRIGUES                      TRONCO I   I –  Antônio Gomes Rodrigues e Francisca Maria de Jesus, casal que viveu algum tempo em Campinas, pais de: 1 – José Luís da Anunciação, batizado no Amparo em 1838, casou em 1862 com Ana Maria Ferreira, filha de Antônio Joaquim de Moraes e de Maria Rosa Corrêa; 2 – Claudina Maria, casou no Amparo em 1851 com Luís Manuel de Camargo, viúvo de Maria Rita. 3 – Josefa Maria de Jesus, natural de Campinas, casou em 1860 com Antônio José da Silva, de São Roque, filho de Reginaldo da Silva e de Maria Matilde de Jesus. 4 – Leopoldina Maria da Conceição, batizada em 1852 no Amparo, onde casou em 1870 com João Batista de Lima, natural de Atibaia, filho de José Miguel e Ana de Lima. (CA-6:14)   TRONCO II   … Continue...
Gonçalves Ribeiro

Gonçalves Ribeiro

GONÇALVES RIBEIRO   TRONCO I   I – Manuel Gonçalves Ribeiro, casado com Ana Bueno da Silva, pais de: 1 – Teodoro, batizado no Amparo em 1829; 2 – Jesuíno, batizado em 1834.
Godoy Teixeira

Godoy Teixeira

GODOY TEIXEIRA   TRONCO I   José Pires de Godoy Teixeira e Maria Madalena, casal que viveu no Amparo em meados do século XIX, teve: 1 – Pedro de Godoy Teixeira, natural de Amparo, casado em 1850 com Theodora Maria de Jesus, natural da Penha de Mogi Mirim (Itapira), filha de Félix Antônio de Sousa e Maria Gertrudes da Silva (CA-2:31 – RPT, 121) Pedro de Godoy Teixeira e Teodora Maria de Sousa foram pais de: 1.1 – José, batizado em 1851 no Amparo (BA-5:58v). 1.2 – Maria, batizada em 1853, sendo padrinhos Generoso Domingues Cardoso e Maria Gertrudes de Jesus (BA-5:113)
Gomes da Silva

Gomes da Silva

GOMES DA SILVA   TRONCO I   I –  Francisco Gomes da Silva, casado com Cristina Maria de Jesus (que também era conhecida por Cristina Gabriela), provenientes de Bragança por volta de 1831 ou antes; talvez seja o mesmo Francisco Gomes da Silva, genro de Manoel Pinto de Camargo e de Ricarda de Lima, que era proprietário de terras no Córrego Vermelho em 1855. Foram pais de: 1 – Albina Maria do Espírito Santo, casada no Amparo em 1843 com Antônio Franco Barbosa, filho de Antônio Franco Barbosa e de Galiana Maria Bueno; foram pais de: 1.1 – Claro, batizado em 1852 e falecido menor em 1853 (BA-5:101v – ADF, 10v) 1.2 – Joaquim de Sousa Franco, filho de Antônio Franco Barbosa e de Albina Maria do Espírito Santo, casou no Amparo em 1876 com Felisbina Maria Justina, de Bom … Continue...
Gonçalves da Rocha

Gonçalves da Rocha

GONÇALVES DA ROCHA   TRONCO I     I – Joaquim Gonçalves da Rocha e sua mulher Maria Pires de Moraes, bragantinos, mas que tiveram terras na Areia Branca, foram pais de: 1 – Francisco Gonçalves da Rocha, foi casado com Maria Rita da Anunciação, ambos provavelmente bragantinos. Francisco, enviuvando de Maria Rita, casou em 1854 com Gertrudes Maria do Carmo, sua parente em 3.0  grau de consanguinidade, filha de Leonardo Idalgo Leite e Bibiana Maria de Jesus, mas só agora encontramos geração deste segundo casamento. Em 14/7/1857, Francisco e Gertrudes Maria venderam  terras no sítio que foi de seus finados pais e sogros Joaquim Gonçalves da Rocha e Maria Pires de Moraes a Teodoro da Rocha Camargo (1ºof.6:12). Francisco e Maria Rita foram pais de: 1.1 – Ana Francisca, casada no Amparo em 1844 com Luís Antônio de Azevedo, … Continue...
Góis

Góis

GÓIS        TRONCO  I   I – José Lourenço de Góis, casado com Gertrudes Maria Pires, casal vindo de Bragança antes de 1829, pais de : 1 – Ana Maria de Góis, casada em 1841 no Amparo com o bragantino Serafim José do Prado, que também era conhecido por Serafim José de Castro, filho de pai incógnito e Maria Gertrudes da Anunciação (Serafim José do Prado também foi casado com Gertrudes Maria do Espírito Santo, com geração desta); Ana Maria e e Serafim tiveram q.d. : 1.1 – Marinho, falecido em 1851; 1.2 – Gertrudes, falecida em 1852; 1.3 – Pedro Serafim do Prado, casado em 1865 com Albina Maria de Jesus,filha de José Manuel da Costa e Ana Francisca de Jesus; 1.4 – Marinha, batizada em 1850. (BA-5:32v) 1.5 – Maria, gêmea, batizada em 1852(BA-5:102v); 1.6 – Maria … Continue...