Machado de Lima

Machado de Lima

MACHADO DE LIMA    TRONCO  I   I –  Brás Machado de Lima, segundo Jorge Antônio José, era um dos moradores de Amparo antes de 1829. Constava do levantamento da população de Mogi-Mirim em 1776, existente no Arquivo do Estado de São Paulo. Em 13/3/1813, Brás Machado de Lima e sua mulher Maria da Conceição (talvez a mesma seguinte, pois os nomes femininos variavam de texto para texto), “moradores do Bairro Camanducaia”, foram padrinhos de Joana, filha de pai incógnito e de Caetana Maria, agregada de Antônia Corrêa de Godoy, em Mogi-Mirim (BM-6:17). Brás Machado de Lima e sua mulher Seryna Maria de Jesus foram pais de: 1 – João, batizado em Mogi Mirim em 6/11/1796, sendo padrinhos o Capitão José dos Santos Cruz, casado, morador na cidade de São Paulo, e Ana Maria, solteira, filha de José Bicudo Vaz, … Continue...
Martins

Martins

MARTINS   TRONCO I   I –  Joaquim Martins, casado com Ana Francisca, já falecida em 1837, os quais foram moradores de Juqueri, onde nasceu sua prole, tiveram: 1 – Manoela Maria de Jesus, casada no Amparo em 1837 com Joaquim José de Oliveira, natural de Mogi Mirim, filho de Floriano José de Oliveira e de Esméria Maria de Santana; 2 – Ana Gertrudes Bueno, casada no Amparo com Manoel José de Oliveira, irmão do anterior, também filho de Floriano José de Oliveira e de Esméria Maria de Santana.   TRONCO II   II –       O único tronco indígena recente conhecido no Amparo liga-se ao sobrenome Martins; é o de João Manuel Bueno do Amaral, filho de Joana, forra, índia de São Miguel, que casou no Amparo em 1858 com Maria Francisca Martins, viúva de Benedito (CA-3:89v) João Manuel … Continue...
Mendes do Amaral

Mendes do Amaral

MENDES DO AMARAL   TRONCO I   I – O Alferes Salvador Mendes do Amaral, casado em 1788 com Maria Joaquina, filha de João de Siqueira de Alvarenga e de Maria Cardoso de Oliveira, manteve-se ao que parece em Atibaia, não acompanhando seus parentes na migração para o Amparo; Salvador Mendes do Amaral era irmão de Francisco Xavier do Passo e de Leonardo Mendes do Amaral, pioneiros do povoamento do Amparo. Só um seu neto foi registrado residindo em nossa cidade. Conforme Silva Leme, o Alferes Salvador teve: 1 – Zacarias, batizado em 1792 em Atibaia; 2 – Genoveva, batizada em 1789 em Atibaia; 3 – Silvestre, batizado em 1790 em Atibaia; 4 – Camilo, batizado em 1793 em Atibaia; 5 – Leandro Mendes do Amaral, casado em 1823 em Atibaia com Cândida Maria Leite, viuva de Inácio Luís de … Continue...
Moraes Bueno

Moraes Bueno

MORAES BUENO   TRONCO  I I –  Joaquim de Moraes Bueno, casado com Francisca Maria Bueno, pais de: 1 – Inácia, batizada em 1832.   TRONCO II Domingos Francisco de Moraes era filho de Manuel Joaquim de Moraes e de sua primeira mulher Maria Barbosa de Camargo, filha do Sargento-mor Domingos da Costa Machado e sua primeira mulher Manuela de Camargo Penteado, gente de Campinas. (S.L. 7:139/140) Domingos Francisco de Moraes era casado com Antônia Joaquina Bueno de Moraes, filha do Capitão Cândido José Leite Bueno e de sua primeira mulher Ana Esméria da Silva, gente de Rio Claro (SL, 5:165 – 1ºof., 34:82) e teriam sido, ainda segundo Silva Leme, moradores de Limeira por algum tempo. Em 15/4/1873 o Presidente Nunes Jr. convocou seis suplentes da legislatura que se findava para “fazer a apuração dos cidadãos mais votados para … Continue...
Maia

Maia

Francisco José Lopes Maia, casado com Ana Rocha Maia, foi pai de: 1 – Dircelina Maia do Amaral, esposa do advogado Agostinho Pires do Amaral, falecida em  1919  em Santo Aleixo     2 – Dr. Cícero Maia; 3 – Otacília Maia Pastana, esposa do Dr. Alberico Prado Pastana 4 – Jacira Maia; 5 – Maria Inês Maia; 6 – Ilmen Maia. Faleceu no Amparo em 1913 Domingos José Lopes Maia, 53 anos, solteiro, irmão de Francisco José Lopes e de D. Maria Teresa Maia. Era tio de Manuel de Azevedo Maia. Faleceu em S.Paulo em 1929 Manuel de Azevedo Maia, 56 anos, casado com Carolina Prestes Maia, deixando o filho Dr. Francisco Prestes Maia. Era cunhado do Dr. Rafael Galvão Prestes, casado com Constância Cordeiro Prestes, de Bernardino Galvão Prestes, casado com Idalina Ferraz Prestes e de Maria B. … Continue...
Machado de Oliveira

Machado de Oliveira

MACHADO DE OLIVEIRA   TRONCO I   I – José Machado de Oliveira, viúvo de Francisca Cardoso, sepultada na Ressaca, casou em 1841 no Amparo com Margarida Maria de Jesus, natural de Bragança, filha de Floriano Pires da Rocha e Gertrudes Maria de Jesus (CA-2:52v) José Machado de Oliveira e Francisca Cardoso foram pais de: 1 – Maria, batizada em 1832; 2 – Antônio, batizado em 1834; 3 – Delfina, batizada em 1838 4 – Senhorinha Maria de Jesus, amparense, casou em Amparo em 1851 com José Rodrigues de Godoy, amparense, filho de Bento José da Cruz e de Maria Joaquina. José e Margarida Maria tiveram: 5 – João Machado de Oliveira, amparense, filho de José Machado de Oliveira e de Margarida de Jesus, casou no Amparo em 1870 com Olímpia Maria de Jesus, de Mogi Mirim, filha de Lucinda, … Continue...
Martins Barbosa

Martins Barbosa

MARTINS BARBOSA   TRONCO  I   I –  Desidério Martins Barbosa, viúvo de Maria Gertrudes de Jesus, casou em 1854 com  Ledobina Maria de Oliveira, filha de José Corrêa dos Santos e de Lina Rosa de Oliveira. Desidério faleceu antes de 1870, ano em que Ledobina se casou  com Joaquim de Godoy Bueno, natural de Bragança, filho de Serafim de Godoy Bueno e de Maria Domingues. Do casamento com Maria Gertrudes, Desidério havia tido: 1 – Mateus, que faleceu em 1850. 2 – Maria, batizada em 1850. 3 – Joaquim Martins Barbosa – Tronco IV. De Lidobina (ou Lidovina) teve: 4 – Maria Francisca de Oliveira, casada em 1880 com Francisco Alves de Oliveira Leme, filho de Albino Alves de Oliveira e de Maria Francisca de Oliveira (CA-8:16)   TRONCO  II   II – Leandro Martins Barbosa, natural de Bragança, … Continue...
Mendes do Couto

Mendes do Couto

MENDES DO COUTO   TRONCO  I   I – Antônio Mendes do Couto e de Teresa Maria de Jesus, casal oriundo de Atibaia, passou a viver em Serra Negra. Antônio Mendes do Couto, viúvo de Teresa Maria de Jesus, casou em Serra Negra em 1829 com Dionísia Franco Cardoso, viúva de Teodoro da Silva Pinto. A esse tempo Antônio Mendes do Couto morava no Rio do Peixe, hoje Socorro. Certamente são ligados aos Mendes do Couto mencionados por Silva Leme (7:207 e 3:186), que eram aparentados com o capitão Roque de Sousa de Moraes. Antônio e Teresa tiveram: 1 – Senhorinha Maria, natural de Atibaia, que casou em 1830 em Serra Negra com Frutuoso José de Toledo, natural de Bragança, filho de José da Rocha Franco e Custódia Maria de Morais. Antônio e Dionísia tiveram 2 – Maria, batizada em … Continue...
Moraes de Oliveira

Moraes de Oliveira

MORAES DE OLIVEIRA   TRONCO  I I – Escolástica de Moraes de Oliveira, casada com Manuel Maximiano de Oliveira, foram pais de: 1 – Maria Joaquina de Jesus, amparense, casou em 1849 com Pedro Xavier do Prado, viúvo de Emília Maria, sepultada em Amparo; com geração em XAVIER DO PRADO; 2 – Sebastiana de Moraes, casou no Amparo em 1852 com Adriano Bueno de Oliveira, filho de José Bueno de Oliveira e de Joana Maria da Conceição.
Moraes Guedes

Moraes Guedes

Moraes Guedes   Antônio Batista Guedes foi casado com Fausta Moraes Guedes, falecida em Amparo em 1928. Foram pais de: 1 –  Sílvio Moraes Guedes 2 – Nelson Moraes Guedes 3 –  Adauto Moraes Guedes 4 –  Orlando Moraes Guedes 5 – Vasco Moraes Guedes 6 – Sinésio Moraes Guedes 7 – Marieta Moraes Guedes 8 – Maria de Lourdes Moraes Guedes 9 – Dulce Moraes Guedes.