Notícias de Amparo em 1926

Notícias de Amparo em 1926

29/1/1926 – Correio Paulistano – Amparo – chuvas torrenciais – Rio Camanducaia subiu mais de um metro – chácaras e quintais inundados – ruas Ana Cintra e Galvão Bueno atingidas – “inundação foi quase uma reprodução da que se deu em 1895” Nova diretoria do Grêmio Recreativo Italiano: Aristides Fabrini, presidente; Agide Bulgari, vice; Arthur Crosera e Nicolau Amendolara, secretários; Celso Falavigna, tesoureiro, Caetano Tozzi, procurador. Nasceu Fernando Roberto, filho de Pedro Machado e de Ana Cunha Machado. Casamentos: de Sebastião Cardoso e Etelvina Delfino; de João Amélio de Sousa e Bárbara Massogosa Perez; Ernesto Caribino e Maria Albina Bariani, e Antônio Bevilaqua e Vitalina Burim. Eleita a diretoria da Associação Comercial: Amadeu Gomes de Sousa, coronel Afonso Celso de Toledo Franco, Cherubim Bueno, Ovando de Sousa Campos, Cláudio Braga Júnior e Orlando Bellagamba Orlandi – conselho consultivo: Francisco de … Continue...
Notícias de outros tempos

Notícias de outros tempos

Os Arquivos Jornalísticos guardam preciosidades e podem ser acessados facilmente por meio da Hemeroteca Digital Brasileira, da Biblioteca Nacional. 15/11/1901 – O Commercio de São Paulo – “Um Andarilho” – notícia das andanças de Sebastião de Campos, amparense, que estava vindo a pé de Porto Alegre a Campinas. 16/11/1901 – O Commercio de São Paulo – “Um Andarilho” – nova notícia sobre Sebastião de Campos, informando sua chegada a São Paulo e esclarecendo que ele irá a Campinas passando pela Cantareira, Juqueri, Atibaia e Amparo. Na Avenida Paulista muitas pessoas aguardavam a chegada do excursionista, tendo sido lavrada uma ata do fato, “em livro próprio” (?). Sebastião Campos era amparense, irmão de Ovando de Campos, e era casado com uma filha de João Pires Batista. Estava chegando de uma expedição pedestre a Porto Alegre. Fez depois uma tentativa de volta … Continue...
Amparo, 21ª melhor cidade para se viver do país!

Amparo, 21ª melhor cidade para se viver do país!

CIDADE DE AMPARO A cidade de Amparo se sai bem no índice da FIRJAN! A cidade de Amparo foi classificada como a 21ª melhor para se viver do país e a 16ª dentro dos municípios do Estado comparado Emprego & renda, Educação e Saúde. No início deste ano foi divulgado o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) com dados relativos ao ano de 2013. Um levantamento que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os municípios brasileiros nas três áreas de atuação. Nas regiões do Circuito das Águas e Bragantina, Amparo está á frente de: Jaguariúna (44ª na classificação Nacional e 31ª na Estadual); Pedreira (102ª/57ª); Atibaia (29ª/22ª); Bragança Paulista (66ª/41ª); Itatiba (39ª/27ª) e Piracicaba (71ª/47ª), os amparenses também vivem melhor que os campineiros (137ª/75ª) e os paulistanos (98ª/56ª). Em comparação com o levantamento realizado em 2011 é possível observar … Continue...
Notícias de amparenses e de gente do mundo

Notícias de amparenses e de gente do mundo

16/10/1903 – O Commercio de São Paulo – “Joaquim José dos Santos, fazendeiro em São Paulo dos Agudos, narra incursões de índios no Rio Feio , no lugar de São Benedito da Corredeira, nas terras do patrimônio de São Sebastião do Pouso Alegre – flecharam animais e trocaram desafios com empregados da propriedade. – reação dos moradores que organizaram expedição de represália capturando um pequeno índio loiro, “que mais parece alemão” – “Os habitantes mais velhos do sertão não conhecem este tipo de indígenas. São eles claros, de estatura elevada, espáduas largas, peito amplo, ancas estreitas, pernas e braços finos e musculosos, mãos e pés grandes”. Arcos de 2 metros e meio que os guaranis, a serviço da fazenda, não conseguem dobrar – parecem ser inimigos dos guaranis. Joaquim José dos Santos é ancestral do nosso amigo Pedro dos Santos, … Continue...
Futebol amparense de 1919 a 1923

Futebol amparense de 1919 a 1923

Encontrei notícias do futebol amparense de 1919 a 1923, mencionando três craques. Dois deles chegaram a jogar no Flamengo, do Rio de Janeiro, e um deles foi convocado para a seleção carioca. Tirei cópias das notícias, porque os três, depois de adultos negavam veementemente que houvessem jogado futebol. Seus filhos e netos também negam esse episódio da vida de seus pais e avós. Mas os jornais daquela época estão repletos de notícias sobre eles. Os nomes? Fácil: Dr. Carlos Burgos, Dr. Cid Burgos e Dr. Ruy Burgos, estes dois do Flamengo, e o último convocado para a seleção carioca. Todos jogaram também no Amparo A.C.   Siga-nos! Facebook: Os Amparenses #OsAmparenses #GenealogiaAmparense #HistoriaAmparense José Eduardo Godoy
Notícias de Amparo no começo do século XX

Notícias de Amparo no começo do século XX

22/8/1904 – Correio Paulistano – Notícia de Rio Claro informa passagem de tufão sobre Amparo, na fazenda de José Pires. Gildo Gelmini, seu irmão José, Roberto Baralli e José Vicente de Godoy abrigaram-se na casa do colono Gigio, onde já estavam oito pessoas, mas a casa desabou. Todos sobreviveram, mas com ferimentos. – Jogo de futebol pela Liga do Centro, entre o Foot-ball Team e a A. Athletica Amparense. 24/12/1905 – Correio Paulistano – Amparo é o segundo maior produtor agrícola do Estado, com 9.661:700$000 – São Luís do Paraitinga é o primeiro, com grande safra de arroz e feijão, além de milho e tabaco. 29/3/1906 –O Estado de S. Paulo – José Leite de Sousa preside reunião do Banco Industrial Amparense – eleitos diretores: Francisco de Assis Vasco de Toledo – José Joaquim Franco da Rocha – Costabile Augusto … Continue...
Meteorito explodiu perto das margens do Rio Javari

Meteorito explodiu perto das margens do Rio Javari

A Rússia tem um pouco de azar com meteoritos. Além do que explodiu em Tunguska em !908 e do que explodiu há algum tempo em Cheliabinsk, houve um outro, conforme notícia do Correio Paulistano, datada de 6/10/1907: um grande meteorito incendiou e destruiu a aldeia de Danierlovka, perto de Northodniopovolks. Não consegui nenhuma outra informação sobre esse evento, e tampouco consegui localizar nos mapas onde ficavam esses lugares. Presumo que ficassem acima do Circulo Polar, pelo radical “north” de um dos lugarejos. Mas o quarto grande meteorito explosivo é nosso. Explodiu perto das margens do Rio Javari, na Amazônia, por volta de 1928, e devastou pedaços da floresta. Países com grande extensão territorial como a Rússia e o Brasil estão, é claro, mais sujeitos a esse tipo de fenômeno.   Siga-nos! Facebook: Os Amparenses #OsAmparenses #GenealogiaAmparense #HistoriaAmparense José Eduardo Godoy  
Festas em Amparo no começo do século XX

Festas em Amparo no começo do século XX

O Amparo no período áureo do café foi um lugar muito animado e alegre, com festas sucessivas e bem freqüentadas. Havia festas de todo tipo, políticas, religiosas,cívicas, piqueniques, passeios, casamentos, batizados (e até alguns velórios eram muito bem servidos, com bebidas e salgadinhos…). Tudo era motivo para festa… Foi uma época de muito dinheiro e de renda bem distribuída, que havia gerado uma grande classe média. Além disso, as festas eram baratas, pois a alimentação era abundante e de preços baixos, e as bebidas, embora algumas fossem importadas, também não custavam caro. O café pagava a conta! Algumas dessas comemorações ficaram famosas. A festa na Fazenda Palmeiras,do coronel Luís Leite, pelo aniversário da esposa e término da colheita, com ornamentação feita por Alberto de Andrade contou com um trem especial para os convidados, 200 pessoas, entre as quais 120 senhoras … Continue...
Fundação do Floresta Atlético Club e campeão em jogo em 1929

Fundação do Floresta Atlético Club e campeão em jogo em 1929

Em 1920 foi fundado o Floresta Atlético Club, resultado da fusão do Recreativo F. C. e do E.C. 15 de Novembro, sendo sua primeira diretoria: Argemiro Vasconcelos de Oliveira, presidente; Gustavo Gelmini, vice-presidente; Virgílio Franco de Moraes e José Franco de Ávila, secretários; Olímpio del Rosso, tesoureiro; José dal Coletto, diretor esportivo; Arthur Crosera, procurador; João Blumer, Tristão da Silveira, Breno de Carvalho Moura e Sílvio Julião, membros da Comissão de Sindicância. Os primeiros jogadores registrados pelo Floresta em março de 1921 foram: José Beretta, Ubaldo Remorini, José Luglio, Miguel Vacarelli, Ricardo Carlini, Lourenço Infantozzi Sobrinho, Cícero de Sousa Araújo, Gracílio dos Santos, José Silva, Alcides Infantozzi, Valentim Remorini, José Pulcinelli, Luís Mantovani, Francisco Antônio, Círilo Pulcinelli, Frederico Trentini, João Blumer, Hermínio Baradel, Roberto Mantovani, Elias Chiaco, Olímpio del Rosso e Domingos Infantozzi O Floresta sagrou-se em 1929 campeão do … Continue...
Novo espaço histórico cultural em Brasília homenageia amparense “José Eduardo Pimentel de Godoy” | Novembro de 2018

Novo espaço histórico cultural em Brasília homenageia amparense “José Eduardo Pimentel de Godoy” | Novembro de 2018

Novo espaço histórico cultural em Brasília O Ministério da Fazenda em Brasília agora tem um novo espaço histórico cultural que, além de ter algumas de suas obras, recebeu o nome do ilustríssimo amparense – José Eduardo Pimentel de Godoy – uma homenagem linda e emocionante!   No último dia 8 de novembro, o amparense José Eduardo Pimentel de Godoy, por todos conhecido como “Siruga”, auditor-fiscal do Tesouro Nacional (aposentado), escritor e historiador, um dos “imortais” da Academia Amparense de Letras (AAL) e membro do Instituto Genealógico Brasileiro, foi homenageado pelo Ministério da Fazenda, em Brasília/DF, que conferiu seu nome a um novo espaço histórico-cultural – “Sala José Eduardo Pimentel de Godoy”. Justo reconhecimento àquele que já dirigiu o célebre museu da Casa dos Contos de Ouro Preto, além de haver sido o responsável pelo Projeto Memória da Receita Federal. José Eduardo já … Continue...